Assembleia Geral do Sindifisco/AC delibera pautas da categoria para 2019

O Sindicato do Fisco Estadual do Acre (Sindifisco/AC) realizou na quinta-feira, 6, uma Assembleia Geral Extraordinária que deliberou sobre questões como passivo dos auditores de 2017 a 2019, concurso público para a classe, mudança de auditores sem prévio planejamento/treinamento, falta de condições nos postos fiscais, remoção de diretores e solicitação de abertura de sindicância para apurar denúncias que foram divulgados em um blog.
A atividade foi feita no auditório da Secretaria de Fazenda (Sefaz). Leyla Alves, presidente da entidade, explicou que os processos de promoção, progressão, verbas rescisórias e abono de permanência, em atraso, não têm previsão de serem pagos. Em reunião com a secretária da Fazenda, Semirames Dias, ela foi informada que não há verbas para pagar os vencimentos. A gestora se comprometeu a fazer uma nova reunião com o sindicato neste mês para nova posição.
“Os membros entenderam e votaram que algumas providências devem ser tomadas nessas questões, principalmente as mudanças abruptas dos fiscais sem aviso prévio ou treinamento. A primeira será o encaminhamento de ofício à secretaria solicitando treinamento dos remanejados sem preparação. A categoria não aceitou a mudança de três para dois auditores no posto da Tucandeira. Essas serão exigências que o Sinfisco fará à Sefaz para evitar prejuízos”, destacou Leyla.
Além disso, a classe também deliberou a manutenção das fiscalizações nos postos do estado e a manutenção da cobrança por melhorias das condições de trabalho nesses locais. “O sindicato sempre atuou, e continuará assim, na defesa dos servidores da classe. Essas sugestões feitas em assembleia serão atendidas para que todos os membros tenham dignidade no exercício da profissão no dia a dia. Isso reflete diretamente no atendimento à sociedade”, finalizou a presidente.
%d blogueiros gostam disto: