Sindifisco-AC e Asfit fazem doação de produtos para Creche Comunitária Vida Nova

Membros da Diretoria do Sindicato do Fisco Estadual do Acre (Sindifisco-AC) e da Associação dos Fiscais Tributários do Acre (Asfit) fizeram doações de material de higiene, limpeza, alimentos e fraldas descartáveis à Creche Comunitária Vida Nova, trabalho voluntário no bairro Jorge Lavocat, em Rio Branco. Além disso, o Sindfisco-AC e a Asfit também realizaram doações para a Casa de Apoio e Saúde do Seringueiro, que acolhe ribeirinhos e trabalhadores rurais em tratamento de saúde.
As ações, realizadas no fim de semana, fazem parte de um trabalho solidário desenvolvido pelo Sindicato do Fisco Estadual e pela Asfit. A ideia é apoiar instituições que desenvolvem atividades importantes junto as comunidades carentes da capital. A creche beneficiada vive um momento de dificuldades contínuas e corre o risco de suspender as atividades. A Casa de Apoio e Saúde do Seringueiro, localizada no Ramal do Moreira, na Rodovia AC-40, opera de forma mínima pela mesma situação.
Presidente do Sindifisco-AC, Leyla Alves, afirma que o trabalho só foi possível devido o envio de recursos de associações do Fisco de outros estados do Brasil, que utilizado na compra dos materiais de limpeza, higiene e alimentos. De acordo com a representante, o aporte financeiro é proveniente de uma articulação que ela mesma fez, quando ainda presidia a Asfit, com a finalidade de ajudar instituições que não recebem apoio da sociedade civil e de empresas locais.
“Além da creche, que atende 12 crianças, e da escolinha que ensina mais de 52 crianças na mesma localidade, também fizemos entrega de alimentos e produtos para a casa de apoio. São trabalhos essenciais para a sociedade e que não têm nenhuma visibilidade e atenção por parte do poder público e das empresas acreanas. Nossa ação foi feita para ajudar esses locais manterem suas atividades, já que eles enfrentam uma série de dificuldades”, falou Leyla.
Tanto a Creche Comunitária Vida Nova como a escolinha do bairro foram criadas por Maria Reinaldo na sua própria casa. Desenvolvido há alguns anos, o trabalho voluntário desses locais contribui com a educação e cuidado de crianças de três meses a 11 anos, permitindo que os pais possam trabalhar e ficarem tranquilos quanto aos cuidados dos filhos. “É importante formar uma corrente de solidariedade e apoiar um uma obra tão bonita e que atende famílias carentes”, disse a sindicalista.
A presidente do Sindifisco-AC pediu ainda que outras instituições colaborem com esses três locais que correm risco de suspender as atividades por falta de apoio. O tesoureiro do Sindifisco-AC, Ayrton Geber, que tomará posse como presidente do sindicato no dia 10 de janeiro, propôs mais ações sociais que possam contribuir com a manutenção da creche comunitária. “É necessário uma união geral para auxiliar iniciativas de extrema importância e tão bonitas como essas”, declarou
Além dos membros do Sindicato do Fisco Estadual do Acre, também participaram da ação o presidente eleito da Asfit, Gláucio Saraiva, que também apresentou ideias para incluir os pais dos jovens atendidos pelo estabelecimento com fomento em atividades de interação com a comunidade, e o tesoureiro eleito da Asfit, João Tadeu. A creche é mantida por doações e algumas mães de alunos temem que o local acabe encerrando suas atividades pela falta de vários produtos.

%d blogueiros gostam disto: